quinta-feira, 15 de maio de 2008

Real ou ilusório - continuação

ilusão? alucinação? invenção? ou a conclusão de uma miragem nas entrelinhas onde apenas duas mentes conseguem encontrar respostas neste quadro que quase ninguem mais entende?
Seria duvidar muito se tudo o que passou nesta ultima noite fosse a realidade?
Um corpo que parece só em meio à multidões que se apertam, se espremem e se atropelam; se esguelam por um farelo de pão; que come comida achada no chão; que se ergue e tomba por naõ ter um por perto que se iguale a um irmão. Tudo não passa de uma realidade paradoxal onde vemos o que queremos e escolhemos o que os outros querem. Nos lamentamos por não termos tido mais coragem; mais racionalidade; mais amor!!!
Mente que sofre,
se esgueira por entre as gentes,
se pune por ser tão carente;
Se mantém em seu próprio casulo chamado crânio
Onde está vulnerável a influencias de anjos ou demonios;
Mente que vê e naõ entende;
Que toma seu braço e o estende;
Que mira o horizonte tentando desbravá-lo
como se tivesse super poderes para atravessá-lo em pouco mais um instante
Mente que queria um ouvinte
Que lhe trouxesse respostas a tantas perguntas
Que lhe acalmasse em seus desalentos em descontentamentos
Cheios de gemidos nas noites frias
Onde ninguem vê nem se constrange em ajudá-la.
O corpo que a carrega, quase se entrega
Por sofrer as consequencias desta mente
Que de tanto sofrer está meio doente;
Não se retrai mesmo frente à delinquentes;
Se garante, mas não poupa o corpo do sofriemento
Em suas viagens aos lugares obscuros quase inexistentes
Que só existe dentro de si propria.
Ahhh como este mente gostaria de superar seus proprios medos
desnudar seus proprios segredos
Ter amigos como antes
Ser aparentemente querida por aqueles que a cercavam
lhe sorriam sem esforço; até hoje não se entende porque cessou o movimentos dos rostos !!
MEnte que ninguem entende
Que pretente nunca ser dona de si mesma !!
Mente que ama
que quase odeia
que ainda possui um fogo que a incendeia
mente...

Nenhum comentário: