terça-feira, 22 de julho de 2008

Muda fala

Não compreendo estes sentimentos que me devoram.
Sou percorrido por algo que grita.
Algo que grita trespassando-me dolorosamente:
-Vive!
-Morre!
E já não sei o que fazer....
Não sei se hei-de chorar,
se hei-de gritar,
se hei-de ignorar...
é um vazio, uma ignorância e uma ânsia.
Sim,
Ânsia de algo mais que isto.
Algo mais quer respirar,
quer caminhar no passado de alguma memória que já cicatrizou.
Algo mais quer sofrer fastidiosamente na minha solidão,
na minha incompreensão.
Não sei o que sou, nem sei se cheguei a ser.
Estou aqui navegando pelas fatídicas páginas brancas que se entregam às minhas mãos esfomeadas não sabendo como expressar isto que me atordoa.
E desejo tanto fugir!
Chorar perdidamente e fugir!
Envolver-me, desaparecer.
Acreditar que tenho asas para voar.
Voar para longe do ar putrefacto em que morro, e abraçar tudo aquilo que nunca foi.
A vida corre nos meus pulsos.
E ainda ignoro o óbvio
Tonto de mim mesmo..imagino!!!!
¾

Nenhum comentário: