quarta-feira, 3 de maio de 2017

Tagarelice!

Não vou deixar a tagarelice roubar minhas palavras.
Não permitirei minha gula trazer pesadelos
Farei menos esforço para entender o mundo

Brincando sério, me afastei do riso
Agora surto com minha sobriedade
E a insanidade para mim ficou no desuso

Me tornei altruísta
E em troca recebi descaso
Sem problemas; minha vida planejei a longo prazo

Falarei o necessário?
Não vou mais ligar pro horário
Que teima em forçar-me a ser tão certinho

Percebo a tagarelice se aproximando
Ao passado e futuro em divagações me levando
Ao perscrutar meus pensamentos estranhos

...

Nenhum comentário: