segunda-feira, 30 de junho de 2008

Remontando



Remontar a vida
Entristecida e quase perdida
é uma tentativa meio aborrecida
de fortes movimentos fracassados
desesperados...
Remontar todo o processo
Já em andamento de cansaço
Derrubado pelo desãnimo regressivo
Corrosivo na essencia
Mortificado pela cina
Meio que louco ainda por cima
Remontar o nada
que se perdeu de graça
Dia ruin de engolir
O seu próprio fim.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Um pedaço

  • Um pedaço que se soltou
  • e navegou por mares revoltos
  • suportou as ondas impetuosas
  • venceu a intempérie da tempestade
  • e chegou à praia e foi notado.
  • Um pedaço que se achou
  • e foi levado para a casa de alguem
  • que não se conhece nem nunca se viu
  • mas que trouxe amparo e calor
  • depois da tragédia e do horror
  • vivido, sofrido e quase vencido pelas águas bravias
  • de um oceano de incertezas de onde chegar.
  • ♀ §
  • Um pedaço que se soltou
  • e agora sem bússola não encontra como voltar
  • e se juntar do lugar de origem
  • estando já por desistir de se juntar ao que lhe falta.
  • Mesmo bem cuidado
  • já não pode ser comparado como antes
  • por estar separado do que lhe prendia
  • e lhe sustentava todo dia
  • lhe dando segurança e confiança
  • em um planeta água coberto por terra
  • e cheio de desencontros inexplicáveis
  • horríveis e traumáticos
  • E agora já não consegue ser infático em seu depoimento
  • por ser apenas um pedaço que se soltou
  • do que lhe mantinha vivendo !

Um todo

É de um todo coisa alguma
mesmo nada representando para ser visto
sofrendo por um inexistente motivo
corrosivo sentimento que de abstrato passou a concreto
solidificado; saturado !
Idas e vindas sem proveito
Sem rumo e sem jeito.
Corrosivo sentimento que de bom passou a amargar
impetuoso; desnaturado !
*
É de um todo coisa alguma
Mesmo nada sendo no imaginário
passou a ser algo de valor na mente
cansou de "caças" e trapassas.
Viu-se ruindo por nada.
Rotulou-se para um propósito
ignorou o óbvio e sofreu o inevitável.
*
É de um todo mais que inimaginável.
Sugeriu seguir em frente
desafiando a lei da semente
e da natureza
desfilando sua beleza e vivendo a clareza
da colheita e a dor da consequencia
de sua recompensa.

terça-feira, 24 de junho de 2008

De uma quase nada


Não foi nada!
Apenas apaguei a luz.
Solitária flor que não tem culpa.
Desfrute da escuridão que te cerca.
Não te envaideças por tua beleza
Porque quem te ama
Não te deixa!
Não estarás só,
Mesmo depois da queixa.
Serás sempre amada;
Admirada por tempo breve
Pois tua beleza passará rápido demais
E teus admiradores não perderão
O brilho que tu traz.

Seu rosto

Seu rosto segue no oculto de uma história quase indescritível
Teus passos parecem estar sendo seguidos por toda parte que vais
Há sempre alguem olhando; procurando ver aquele rosto
que permanece se escondendo da realidade que a envolve!!
Vários adeus foram ditos
sempre voltando ao mesmo ponto depois de alguns ligeiros pensamentos
vez ou outra precisando de socorro
gritando por dentro sem declarar seu momento de vulnerabilidade
parece estar cada vez mais claro
que este rosto permanecerá escuso de qualquer comparação
gestos desgostosos de uma vida nada corriqueira
que se arrisca por bobeira
e conquista coisas inimagináveis para quem não a conhece
Ah, seu seu rosto fosse mostrado
poderia terminar a incansável saga por descobrir teu sorriso
findaria então a incessante busca por um olhar atraente
e entaõ acalentaria um peito doente de amor
que naõ se contenta em não saber sua dor
Que historia poderia ser escrita com a face encoberta pelas páginas desagradáveis?
Mostre teu fruto,
teu cheiro e tua força
Rosto de um paradoxo
Ria para meu sorriso
e acalenta minha ânsia por ver-te
E desfaça meu mito
Em quase adorar-te como mito !!

Do mesmo momento

Túneis onde passa uma vida
Meio desvalida, porém nunca esquecida.
Guerreie valente guerreiro a tua luta
Na conquista da esperança
Pois sei que tua mão a alcança.
Lute bravamente
E com teu inimigo seja tolerante
Quando ele estiver rendido não lhe mostre a espada
E se estiver altivo demonstre tua superioridade
Bravo guerreiro
Tua mente é brilhante
E não se compara à teu oponente
Teu braço é forte;
Não temes á morte
Nem se deixa viver à mercê da sorte.
O mundo parece te odiar
Mas teu pulso é forte como o ferro
Que não se deixa dobrar
E teu peito como escudo de se adimirar.
Teu fôlego é quase incansável sustentando teu pulmão
Com ares de compaixão de quem estás a subjulgar.
Bravo guerreiro
Passe logo o túnel do vencedor
Para receberes a coroa de tua bravura
Na presença de quem te ignorou
E o galardão das mãos de quem
Sempre te amou!

sábado, 21 de junho de 2008

Minha estranha loucura

Minha estranha loucura
É tentar te entender
E não ser entendida
É ficar com você
Procurando fazer
Parte da tua vida
Minha estranha loucura
É tentar desculpar
O que não tem desculpa
É fazer dos teus erros
Num motivo qualquer
A razão da minha culpa
Minha estranha loucura
É correr pros teus braços
Quando acaba uma briga
Te dar sempre razão
E assumir o papel
De culpada bandida
Ver você me humilhar
E eu num canto qualquer
Dependente total
Do teu jeito de ser
Minha estranha loucura
É tentar descobrir
Que o melhor é você
Eu acho que já paguei o preço
Por te amar demais
Enquanto pra você
Foi tanto fez ou tanto faz
Magoando pouco a pouco
Me perdendo sem saber
E quando eu for embora
O que será que vai fazer
Vai sentir falta de mim
Sentir falta de mim
Vai tentar se esconder
Coração vai doer
Sentir falta de mim
Vai sentir falta de mim
Sentir falta de mim
Vai tentar se esconder
Coração vai doer
Sentir falta de mim
Minha estranha loucura
É correr pros teus braços
Quando acaba uma briga
Te dar sempre razão
E assumir o papel
De culpada bandida
Ver você me humilhar
E eu num canto qualquer
Dependente total
Do teu jeito de ser
Minha estranha loucura
É tentar descobrir
Que o melhor é você
Eu acho que já paguei o preço
Por te amar demais
Enquanto pra você
Foi tanto fez ou tanto faz
Magoando pouco a pouco
Me perdendo sem saber
E quando eu for embora
O que será que vai fazer
Vai sentir falta de mim
Sentir falta de mim
Vai tentar se esconder
Coração vai doer
Sentir falta de mim
Vai sentir falta de mim
Sentir falta de mim
Vai tentar se esconder
Coração vai doer
Sentir falta de mim

sexta-feira, 20 de junho de 2008

O QUE FAZER?


Não há o que fazer;
Não há para onde correr.
Somente esperar o tempo passar
E limitar-se ao pensamento
Que de descontente
Quase ficou doente
Só em imaginar.
*
Não há o que dizer
Pois uma imagem pode valer mais que mil palavras.
Somente um coração carente
E uma alma quase ausente de um corpo não mais inocente
Poderia entender o que se passa
Se um dia se arriscar a passar por tal saga
De quem se amarga a ser mais ousado
Totalmente despreparado
Para sofrer o mesmo deste indigente.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Não posso esquecer

Impressionante como todas as coisas mudaram.
Meus amigos de infancia cresceram; alguns já se casaram; outros já tem filhos e alguns já até morreram; as lembranças permanecem vivas como se as coisas estivessem acabando de acontecer.
Como me lembro de momentos em que parecia sair do corpo e não estar vivendo a realidade. Sabe quando se é adolescente e encontra uma menina..aquela dos seus sonhos!! aquela da escola que você não tinha coragem de se declarar a ela...
a mesma que quando chegava perto as pernas bambeavam e logo surgia a preocupação como o cabelo, se estava cheiroso..e tudo mais...Meu Deus quantas coisas mudaram!!!!
Há pessoas nas nossas vidas que nunca passam. O tempo se vai; a idade chega; os cabelos caem e os que ficam embraquecem! E o fôlego da vida se torna cada vez mais curto e a canseira toma conta do corpo já surrado de tantas chibatadas da vida e desencontros que o acaso criou.
LEMBRANÇAS!!!!!
Tudo que o cérebro filmou pelos olhos estão lá!! cada imagem; cada gesto; cada movimento; cada sorriso; cada palavra e cada história; tudo está lá!!
É um perigo visitar estes lugares. Os sentimentos se afloram e as vontades se espremem e se materializam por entre as glandulas dos olhos em forma de lágrimas. E lá se vai a lágrima da saudade do primeiro beijo; da primeira namorada; da primeira vez que matou aula pra ficar namorando !! Ahh lembranças !!
Loucuras cometidas em noites de sábado para os domingos com os amigos !!
Noites que não poderiam ter acabado nunca !!
Sonhos vividos em poucos minutos e que perduram na eternidade da mente que nunca apaga e nem faz questão de esquecer tão belas e emocionantes recordações.
Tudo mudou mesmo. Os carros são mais velozes e as tecnologias tomaram lugares em nosso cotidiano que em menos de uma década não imaginávamos que seria possivel isto acontecer !!
LEMBRANÇAS!!
Algo melhorou e algumas coisas pioraram !!
Tudo mudou de lugar, mas o que permanece são as imagens de uma vida cheia de altos e baixos; conquistas e perdas; choros e sorrisos; humilhações e exaltações;..
Mesmo que eu quisesse não conseguiria remover algumas pessoas de minha vida..nem mesmo o sorriso de outras e tambem palavras ditas que ainda ecoa em minha mente...
ahh Lembranças !!
Quase sofrimento desatinado..que se acalma lendo "MAÍSA" e percebendo que naõ sou o único louco pensando que agindo no meio de pessoas completamente equivocadas !!!
*yo necessito irme..pero me gustaria mucho de hablar mas un poquito ..mi corazon es una fuente de aguas que no para de piensar en cosas que no quiero..
I need to go..but my hands is impossible stop today..Oh my God..I don't know what to do more..
Help me bcoz my soul is dieing..help me..

sábado, 14 de junho de 2008

Ainda

Ainda sinto seu cheiro
Prefiro ignorar devido à impossibilidade de te encontrar
Fico soberbo ao saber que você tem vontades que me encantam
Mas não dou o braço a torcer
Ainda bem que não sofro
Ao saber que não me incomodas mais
Tampouco temos encontros casuais;
Eu diria:" coisas normais"
Não suporto relembrar demais
Coisas sem significados que ficaram para trás
Que tirou-me a inocência de um nobre rapaz
E tornou-me um "dependente" que cada vez te queria mais.
Ainda bem que não te encontro
Porque ainda te desejo
Sinto falta do teu beijo
E controlo meu pensamento insistente
Que quase me convence que sou um "doente de ti"
Me esperneio
Mas em meio à tantas divergencias
Encontro abrigo onde deveria ser meu inimigo
E procuro seguir em frente
Olhando para um novo horizonte
Onde as estradas são mais longas
E o "transito" de amores são constantes
Não possuindo vias de mão dupla
Que nos colocam em riscos constantes
De nos envolvermos em "batidas e colisões" capazes
De nos tornar dependentes de um socorro
Esfacelados pela dor que fica
No peito de um simples "motorista"
Que dirigia tanquilo em sua estrada de monotonia.
*
rico

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Razão

Me dá uma razão..Uma apenas que seja
De alguem que almeja
Uma alma branda
que cessa nos braços de quem me acalma
refugio de minha alma
e em noites de insônia me traz a calma
e me arremete à lembranças de um quase trauma
Ohh meu fugidor pensamento
que quase me atormenta
trazendo à luz dos meus olhos
o que apenas no fundo do cérebro se escondia o medo
e eu olho e aponto o dedo na direção que não quero
e abro a garganta e grito sem ter ninguem por perto.
Ainda bem que ninguem me vê
nos meus momentos de fúria solitário ninguem me insulta
nem me questiona o motivo
nem reclama do grito
meu desabafo se torna meu remédio
que alivia a dor de um tédio
parece que vai sumindo, mas na verdade quando volta
traz em si um desalento quase mortal
que me faz mal.
Não posso mais olhar para o alto que fico desesperado
Não encontro mais nas alturas o vôo de um grande pássaro
Sonhador que em seu razante quase não se volta a ver seu lugar de origem
Para ler tudo o que se escreve de um mente que vive nos ares
de um pensamento voante
quase errante
mas que conhece bem onde pousa
e sabe como voltar à ter sua mösa
ahh, preciso ir enquanto é tempo
enquanto não chega o vento
e me instiga a voar de novo
onde não se pode ir
onde não se deve rir
onde um simples "cair"
é a assinatura de sua intimação a desistir.

Um dia

Um dia tudo ficará bem
Tudo encontrará seu devido lugar
Indo e vindo sem ter direção
Procurando abrigo no coração de alguem
que não convém,
Mas falta opção
Para permanecer no coração
De quem quer dizer não
Ou depende de nós então?
Se eu disser que sim você me devolve a paixão?
Ou ao invés disso me coloca abaixo do chão?
∟↔..
Um dia tudo ficará bem
Até aquele que disse que não ama também
Que não é de ninguém
Mas no fundo quer bem!
Ficará pra sempre no dilema de um ser em desdêm?
Aonde se encontrará o calor de um amor que não se mantém?
Pode dar a volta ao mundo e chegar a lugar algum
Que mesmo assim será a mesma saga de todos
Procurando alento da alma, amém!

sexta-feira, 6 de junho de 2008

baboseiras

Divisão: Professor: - O que devo fazer para repartir 11 batatas por 7 pessoas ?
Aluno: - Puré de batata, professor!
*
Verbos:
Professor: - Se és tu a cantar, dizes: 'eu canto'. Se for o teu irmão que canta, como é que dizes ?Aluno: - Cala a boca, Alberto.
*
Castigos:
- 'Professora', alguém pode ser castigado por uma coisa que não fez ?
- Não.
- É que eu não fiz os trabalhos de casa.
*
Verbos:
Professor: - Joaquim, diga o presente do indicativo do verbo caminhar.
Aluno: - Eu caminho...
Ah...
...tu caminhas.
Ah...
ele caminha...
Professor: - Mais depressa !
Aluno: - Nós corremos, vós correis, eles correm !
*
Professor: - Chovia que tempo é ?
Aluno: - É tempo muito mau, senhor professor.
*
Professor: - De onde vem a eletricidade ?
Aluno: - Do Jardim Zoológico !
Professor: - Do Jardim Zoológico ?
Aluno: - O meu pai, quando falta a luz em casa, diz sempre: - 'Aqueles camelos...'.
*
Ciências:
Professor: - Quantos corações temos nós ?
Aluno: - Dois, senhor professor.
Professor: - Dois!?
Aluno: - Sim, o meu e o seu !
*
Dois alunos chegam tarde à escola e justificam-se:
1º Aluno: - Acordei tarde, senhor professor! Sonhei que fui à Polinésia e demorou muito a viagem.
Professor: - Então, e tu!
2º Aluno: - E eu fui esperá-lo ao aeroporto!
*
Professor: - Pode dizer-me o nome de cinco coisas que contenham leite ?
Aluno: - Sim, senhor professor: Um queijo e quatro vacas.
*
Um aluno de Direito a fazer um exame oral:
Professor: - O que é uma fraude ?
Aluno: - É o que o Sr. Professor está a fazer.
Professor: - (O professor muito indignado) Ora essa, explique-se...
Aluno: - Segundo o Código Penal comete fraude todo aquele que se aproveita, da ignorância do outro para o prejudicar !!!
*
bobagens......

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Tudo se copia

eu pensei que copiar alguma coisa de alguem não chegaria tão longe
vi alguem dissertando uma palestra que já foi dada por outra pessoa
mas sabe como foi? a pessoa tentou copiar, mas quando esquecia alguma parte improvisava..mas até que em alguns momentos se saiu bem...
a que ponto chegamos..ate onde eu não imaginava tem gente copiando...
que isso !!!!!!
minha vontade é gritar pra todo mundo ouvir
o motivo porque tem gente que se esconde no dia "h"
e coloca outra pessoa pra fazer no lugar..rsrs
já teve dia do motivo ser o rabo preso
outro por não ter nada pra dizer..
mas isso não é problema já que vivemos em uma grande fila indiana
onde pegamos nossos defeitos, colocamos dentro de um saco e jogamos nas costas..
só vemos os defeitos das pessoas que estão na nossa frente..e assim acontece com todos..
que fila maldita é essa que prende as pessoas e não as deixam ver as quelidades que estão penduradas na frente?
melhor parar por aqui antes que eu fale bobagem...grgrgrgrgrgrgrgrgrgrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrgggggggggggrrrrrrrrrrggggggggggrrrrrrrrrggggggggggrrrrrrrrgggggg

palavras

transformar em palavras escritas
o grito que me implode a cada segundo
destruindo meu interior com o silêncio da sabedoria
que me prepara para ser reconstruido para o mundo.
Sorte minha ter tido paciencia?
e quem ficou se dormir à noite fui eu
rolando de um lado para outro
sem posição para acostar minha cabeça
que naõ parava de pensar nem um minuto
no que antes se passou e que tanto mal estava me fazendo.
quase delirando de nervoso, um sentimento maldoso
rancoroso..quero que seja demolido na implosão de cada instante
e na nova reconstrução eu não tenha novamente alguem tao patético
que não se enxerga..grgrgrgrgrrrrrrrrrrrrrrr...
Que raiva..que ódio que quero que passe !!
ghrgrrrrrrrrrr..grunidos e gemidos
de um ser sufocado pela vontade gritar para todos ouvirem
a dificiencia da mente do doente sem diagnostico
grrrrrrrrrrrgggggrgrgrgr..

Raiva

Só de pensar me dá raiva
Coração que quase explode
Em uma conversa miserável; questionável !
Dá raiva só de lembrar
a prepotência de um indivíduo
que se porta como sendo alguma coisa
que lá no fundo gostaria de ser
mas que não consegue por ser tão ignorante.
Dá ira só de recordar
como eu pude me conter em não responder?
acho que eu estava dopado
não sei o que deu em mim
e eu fiquei calado
evitando um estrago já feito
por um estranho sujeito
com cara de alguma coisa sem explicação
que não é nada mais que um lambão !
Diz o que naõ deve e deve o que diz
tem medo que alguem aponte o dedo no seu nariz
e lhe mostre a verdade de sua caduquice
e revele a ele que não passa de um..ha sei lá
..melhor eu parar...
to nervoso...

Importante

O que mais poderia ser tão importante?
Você bem que tinha razão...
É apenas uma pessoa com cara de docinho
Com uma pedra no lugar do coração
Que de simples não possui nada
Nada além de uma atitude arrogante.
*
O que poderia mais me afetar?
Eu bem que desconfiei...
Uma demonstração de poderio
Que declara em um quase silêncio
Um autoritarismo decadente e frio
Mais patético que qualquer um possa pensar.
*
Quem ainda não sabe da segunda face?
Alguns já imaginavam...
Mas a coragem ainda falta na atitude que
Aparentemente se acovarda
Queremos dizer, mas não vale a pena com tal gente inculta
Que se esconde atrás dos que são capazes
E escondem a fragilidade de sua incapacidade !!
*
Gente boa a nossa gente !
Que calados consentem ser governados por ignorante mente
Mantendo assim a "humildade" aprendida
Por tal mente interrompida
Pelo posto assumido,
mantido pela misericórdia
De um Ser Supremo que perdoa
E concede chance de rever sua tolice.
*
ah, não quero falar mais naumm..deixo assim por enquanto