segunda-feira, 2 de junho de 2014

ARESTAS

Queria reparar as arestas,
Que me deixam frestas
Por onde ainda olham
E vêem o que eu não gostaria...
Sei que é inútil tentar,
Já que por arestas não consigo passar.
Até porque,
Quem eu gostaria de ver
Não se importa,
Nem me nota,
Nem me comporta com tudo que sou.
Apenas não me proporciona volta
Nesta obstinação tão torta
Que me enverga numa só corda
Que pela aresta passou.

Amy

TENHO SAUDADES!!

Hoje de Novo

Hoje amanheci te amando mais que ontem,
E é muito provável que amanhã eu a ame mais que hoje.
Mas uma coisa tem piorado: a saudade.
Isso realmente faz os nervos se contorcerem,
Faz o 'core' disritimar-se compulsoriamente;
Faz o sentimento produzir dopamina e testosterona
E meus pensamentos disparam sem ter de mim qualquer pena.

Penso em você muitas vezes ao dia
Mas que diferença faz?
Nenhuma. E o que isso me traz?
Saudade outra vez.